quarta-feira, 24 de novembro de 2021

Quais são os efeitos colaterais da radioterapia?

Os efeitos colaterais da radioterapia estão relacionados com o local do corpo que foi tratado, tipo de radiação, dose administrada e potencial das células repararem o dano causado.
*** 
Os efeitos colaterais da radioterapia estão relacionados com o local do corpo que foi tratado, tipo de radiação, dose administrada e potencial das células repararem o dano causado. A radioterapia externa pode provocar mais efeitos colaterais do que a radioterapia interna. A duração dos sintomas é de alguns dias ou semanas depois do fim do tratamento, mas sintomas como fadiga podem durar meses. A fadiga é um dos efeitos colaterais mais comuns da radioterapia, começando algumas semanas depois do início do tratamento. As reações na pele podem ocorrer quando a radiação ocorre diretamente na pele, gerando uma área avermelhada, dolorida, escamosa e com coceira. As reações na pele começam algumas semanas após o início da radioterapia e desaparecem algumas semanas após o término do tratamento, mas as cicatrizes podem ser permanentes. A perda de cabelo é comum em pacientes que passam pelo tratamento via radioterapia na cabeça e pescoço. Essa perda começa cerca de 2 semanas após o início do tratamento e com doses maiores o efeito pode ser permanente, já em doses mais baixas o efeito tende a ser temporário. Quando o cabelo voltar a crescer, pode estar com textura diferente. As náuseas e vômitos podem ser efeitos colaterais da radioterapia externa, desaparecendo algumas semanas após o fim do tratamento. A perda de apetite pode ser consequência de outros efeitos colaterais, como náusea e vômito, mas também como consequência da radioterapia na cabeça e pescoço, que pode causar alterações temporárias no paladar e olfato, deixando os alimentos com sabores ruins. A radioterapia também pode causar problemas de fertilidade, principalmente em pacientes que passam pelo tratamento na região pélvica, ou seja, na direção do quadril. Por isso, é importante conversar com o médico antes de começar o tratamento. Os pacientes que irão fazer radioterapia na região pélvica e pretendem ter filhos após o tratamento, devem conversar sobre a questão da fertilidade com um especialista antes de iniciar o tratamento. Além disso, a radioterapia pode afetar a sexualidade, pois os outros efeitos colaterais, como enjoo, cansaço, preocupação podem causar perda de interesse no sexo. A radioterapia também gera efeitos tardios. Atualmente, com os avanços do tratamento, os efeitos colaterais tardios têm sido cada vez menores. Entretanto, esses efeitos podem aumentar quando a radioterapia é administrada simultaneamente com a quimioterapia. Esses efeitos colaterais tardios dependerão da região que foi tratada. Por exemplo, problemas no coração e pulmão podem ser resultado da radioterapia no tórax, infertilidade quando realizado no quadril, etc.

Referências: 

American Cancer Society. Radiation therapy side effects. Última atualização em 10 de dezembro de 2020. Disponível em: https://www.cancer.org/treatment/treatments-and-side-effects/treatment-types/radiation/effects-on-different-parts-of-body.html. Acesso em: 18 nov. 2021.

Canadian Cancer Society. Side effects of radiation therapy. Disponível em:
https://cancer.ca/en/treatments/treatment-types/radiation-therapy/side-effects-of-radiation-therapy. Acesso em: 18 nov. 2021.

Autor do resumo:
Aluna Olga Carvalho Gomes da Costa
Curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Revisor do resumo: 
Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão
Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Clique AQUI para avaliar esta informação!

Sua opinião nos ajuda a melhorar nosso trabalho.