terça-feira, 3 de março de 2020

O coronavírus é perigoso?


A maioria dos casos de infecção pelo coronavírus é leve, sendo os sintomas semelhantes a um resfriado. Porém, 1 de cada 50 casos leva o paciente à morte.
***
Pelo conhecimento que se tem até o momento, de cada 100 casos de infecção pelo coronavírus, 80 casos são classificados como leves, com sintomas semelhantes a um resfriado. Contudo, de cada 100 casos, 15 casos são classificados como graves, onde sintomas como falta de ar, respiração acelerada e diminuição da oxigenação do sangue estão presentes. Também a cada 100 casos de coronavírus, 5 casos são críticos, com falência respiratória, choque séptico e/ou disfunção de múltiplos órgãos. Todas as mortes pelo coronavírus ocorreram nos pacientes com casos críticos, sendo que a cada 5 pacientes com caso crítico, 2 morreram. A maioria das mortes ocorreram em pacientes de idade avançada (principalmente maiores que 70 anos) e que possuíam outros problemas de saúde, como doenças cardiovasculares, diabetes, doença respiratória crônica, hipertensão e câncer. Em relação à faixa etária, 9 a cada 10 casos ocorreram em indivíduos com idade entre 30 e 79 anos. Outro grupo bastante afetado pelo coronavírus foram os profissionais de saúde. A cada 100 casos de infecção pelo coronavírus, 4 ocorreram com profissionais de saúde. Na família dos coronavírus, há mais dois vírus responsáveis por surtos recentes, sendo eles o SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e o MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio). Tanto o SARS quanto o MERS possuem uma letalidade maior do que o 2019-nCoV (o novo coronavírus responsável pelo surto atual), porém, o 2019-nCoV é responsável por um número maior de mortes totais, devido ao fato de ter infectado um número maior de indivíduos do que o SARS e o MERS.

Referências:
WU, Zunyou et al. Persistence of coronaviruses on inanimate surfaces and their inactivation with biocidal agents. Journal of American Medical Association, fev. 2020, p. E1-E4, Disponível em: https://jamanetwork.com/. Acesso em: 24 fev. 2020.

Autor do resumo:
Gustavo José Miranda da Cunha

Revisores do resumo:
Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão 


Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!