sexta-feira, 20 de março de 2020

No contexto da COVID-19, o que são o distanciamento social e o autoisolamento?


O distanciamento social e o autoisolamento são formas de prevenção da COVID-19, sendo o  autoisolamento mais recomendado.
***
Manter as pessoas afastadas umas das outras é uma das melhores maneiras de controlar a propagação do novo Coronavírus. O distanciamento social é a distância de, pelo menos, 2 metros que deve ser mantida entre todas as pessoas, em ambientes externos ou internos, para a prevenção da COVID-19. Nesse sentido, recomenda-se cancelar ou adiar aglomerações, como jogos esportivos, shows, festivais, desfiles, casamentos, aniversários e encontros familiares ou com amigos, pois mesmo encontros com poucas pessoas podem trazer riscos de transmissão da COVID-19. Assim, se for preciso estar em um ambiente com outras pessoas, deve-se tentar manter a distância de cerca de 2 metros, bem como se deve evitar dar as mãos, tocar, beijar e abraçar outras pessoas.  O autoisolamento é o processo de limitar ao máximo o contato social para a prevenção da COVID-19, contemplando ficar em casa o máximo de tempo que for possível, longe da escola, do trabalho, de academias, de restaurantes e de outros lugares públicos, para evitar o aumento da transmissão da doença. O autoisolamento deve ser feito por pessoas com COVID-19 suspeita ou confirmada, que não precisam ser hospitalizadas, e também pode ser feito por pessoas saudáveis e sem sintomas para ajudar evitar que a doença se espalhe. Algumas coisas podem ser feitas para se preparar para o autoisolamento. Pessoas que trabalham fora podem perguntar aos chefes se é possível trabalhar de casa ou tirar uma folga ou adiantar as férias. Também é recomendado buscar uma maneira de entrar em contato com parentes, vizinhos e outras pessoas da área, que não seja pessoalmente, mas por telefone ou internet. Dessa forma, será possível receber e compartilhar informações. Ao ficar em isolamento, também é importante cuidar da saúde emocional, separando um tempo para relaxar, ler, ouvir música, meditar, fazer uma atividade física dentro de casa. É importante que cada pessoa siga as instruções oficiais de sua cidade sobre como limitar o contato com outras pessoas. Mesmo se não houver casos de COVID-19 onde uma pessoa mora, ela já deve tomar esses cuidados, pois a situação pode mudar rapidamente. Se as autoridades falarem para as pessoas ficarem em casa e evitarem se reunir com outras pessoas, é importante levar essas recomendações a sério, pois mesmo que uma pessoa não esteja doente com o COVID-19, ela já pode estar infectada com o vírus e transmiti-lo a outras pessoas.

Referências:
Centers for Disease Control and Prevention. Coronavirus disease 2019 (COVID-19). Informação atualizada em: 18 mar. 2020. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prepare/get-your-household-ready-for-COVID-19.html. Acesso em: 19 mar. 2020.


DynaMed. COVID-19: novel Coronavirus). Informação atualizada em: 17 mar. 2020. Disponível em: https://www.dynamed.com/. Acesso em: 19 mar. 2020.


UpToDate. Patient education: Coronavirus disease 2019 (COVID-19): the basics. . Informação atualizada em: 17 mar. 2020. Disponível em: https://www.uptodate.com. Acesso em: 19 Mar. 2020.


UpToDate. Coronavirus disease 2019 (COVID-19). Informação atualizada em: 19 mar. 2020. Disponível em: https://www.uptodate.com. Acesso em: 19 mar. 2020.

Autor do resumo: 
Jéssica Nara Targino Cavalcante

Revisores do resumo: 
Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão


Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!