segunda-feira, 23 de março de 2020

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando podem transmitir o coronavírus aos seus bebês?


Estudos sugerem que a transmissão durante a gravidez ou amamentação não ocorre, mas o contato próximo entre a mãe e o bebê recém-nascido pode levar à transmissão.
***
As informações científicas disponíveis sobre a transmissão do coronavírus durante a gravidez e amamentação ainda são limitadas. A transmissão intra-uterina ou perinatal não foi identificada, sendo que em dois relatos, compreendendo um total de 18 grávidas com suspeita ou confirmação de pneumonia por COVID-19, não houve evidência laboratorial de transmissão do vírus para o recém-nascido. Apesar disso, foram documentados casos de infecção em recém-nascidos. Em um caso, o recém-nascido recebeu diagnóstico aos 17 dias de vida, após o contato prévio entre a mãe e o bebê. Neste caso, a mãe estava infectada pelo vírus. O outro caso foi diagnosticado após 36 horas do nascimento, porém, a fonte e o momento de transmissão do coronavirus ao bebê não foram esclarecidos. A abordagem para prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento de mulheres grávidas com suspeita de infecção pelo coronavírus deve ser semelhante à de pessoas não grávidas. O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas (ACOG) sugere que bebês nascidos de mães infectadas pelo coronavírus devem ser considerados pacientes sob investigação e isolados e avaliados adequadamente. Ainda não se sabe se o vírus coronavírus pode ser transmitido através do leite materno, porém, o contato próximo durante a amamentação pode permitir a transmissão através de gotículas expelidas pela mãe ao tossir, espirrar ou falar. Assim, mães com COVID-19 confirmada ou mães sintomáticas com suspeita de COVID-19 devem tomar precauções para impedir a transmissão do coronavírus ao bebê durante a amamentação (incluindo medidas de higiene das mãos e uso de máscara facial). Como alternativa, para minimizar o contato direto entre a mãe infectada pelo coronavírus e o bebê, a criança pode receber leite materno (extraído da mãe por, por exemplo, bombas de aleitamento materno) por outro cuidador até que a mãe se recupere, desde que o outro cuidador seja saudável e siga as precauções de higiene. As mulheres que optarem por não amamentar seu bebê devem tomar precauções semelhantes para evitar a transmissão por contato próximo quando a fórmula de leite for oferecida ao bebê.

Referências:
Uptodate [Internet]. McIntosh, Kenneth. Coronaviruses. Informação atualizada em: 18 mar. 2020. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/. Acesso em: 19 mar. 2020.

FARID, Huma; MEMON, Babar. Pregnant and worried about the new coronavirus?. Harvard Health Blog, [S. l.], 16 mar. 2020. Disponível em: https://www.health.harvard.edu/blog/pregnant-and-worried-about-the-new-coronavirus-2020031619212. Acesso em: 19 mar. 2020.


Autor do resumo:
Gustavo José Miranda da Cunha

Revisores do resumo:
Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão



Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!