sábado, 11 de maio de 2019

Qual o tratamento para o inchaço?


Trata-se o inchaço ou edema com medicações, mudanças na postura, movimentação do corpo, massagens, uso de meias compressivas, mudanças de hábitos etc.
***
Geralmente, o  inchaço, também chamado de edema, é tratado com medicamentos e ações para tirar o excesso de líquido do local. Quando o inchaço é leve, algumas ações simples podem solucionar o problema, como levantar as pernas e os pés para cima, em uma altura que fique superior à altura do coração, desse modo, o excesso de líquido será drenado. Além disso, para diminuir o inchaço e prevenir que ele piore, é bom movimentar a região do corpo afetada pelo inchaço, especialmente se está nas pernas, o que ajuda o excesso de fluido a retornar para o coração. Massagear a região inchada de uma maneira firme na direção do coração também pode ajudar. O uso de meia compressiva também pode ser recomendado caso os pés, tornozelos ou pernas sejam afetados pelo inchaço. Algumas mudanças nos hábitos de vida, como diminuir a quantidade de sal na comida, podem prevenir o surgimento do inchaço. Quando o inchaço é mais grave, é necessário o uso de medicações. Uma das classes de medicamentos que diminui o edema são os diuréticos, que fazem com que o excesso de líquido no corpo saia pelo xixi, fazendo a pessoa urinar mais vezes. Quando o inchaço é causado por uma doença, deve-se tratar a doença para que o inchaço diminua. Quando o inchaço ocorre devido ao uso de medicação, o médico pode alterar a dose, ou mesmo o tipo de remédio que o paciente estiver tomando, para prevenir esse efeito colateral. É importante proteger a área com inchaço para que não seja machucada, além de hidratar bem a região, para evitar o surgimento de estrias e infecções. Caso o inchaço não seja tratado, podem haver complicações como o aumento do inchaço, que é doloroso, dificuldade para andar, rigidez, pele esticada que pode levar a coceira e desconforto, aumento do risco de infecção da área inchada, cicatrizes entre as camadas de tecidos, diminuição na circulação do sangue e maior risco de úlceras na pele. Nos casos de inchaços que não se resolvem sozinhos, o médico deve ser consultado. 

Referências: 
MayoClinic [Internet]. Edema. Informação atualizada em outubro de 2017. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/edema/symptoms-causes/syc-20366493. Acesso em: 17 mar. 2019

MayoClinic [Internet]. Edema. Informação atualizada em outubro de 2017. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/edema/diagnosis-treatment/drc-20366532. Acesso em: 17 mar. 2019

Autor do resumo: 
Jéssica Nara Targino Cavalcante

Revisores do resumo: 
Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Gabriella Neves Cury

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!