Audima

sexta-feira, 8 de março de 2019

Como prevenir acidentes com bebês e crianças?


Quedas, queimaduras, afogamentos, sufocamento, envenenamento e atropelamentos de bebês e crianças podem ser prevenidos com várias medidas de segurança.
***
Os berços de bebês de 0 a 6 meses devem possuir grades altas e essas grades devem ter uma espaço de no máximo 6 cm entre elas para evitar que o bebê passe ou caia pelo vão que fica entre as grades do berço. De 0 a 6 meses, o bebê precisa estar sempre acompanhado, pois se ficar sozinho sobre algum móvel pode cair e se ficar sozinho na banheira pode se afogar. A temperatura da água do banho deve ser sempre de 37ºC, para evitar que o bebe se queime. Além disso, o bebê deve ficar longe de pessoas que estejam fumando e longe de pessoas que estejam tomando ou comendo liquidos quentes, a fim de que o bebê não sofra queimaduras acidentais. Os lençóis, cobertores, almofadas e travesseiros devem estar bem ajustados ao tamanho do bebê para que não causem sufocamento. Além disso, deve-se optar por brinquedos grandes e inquebráveis e nunca usar talco próximo ao rosto da bebê, para não sufocá-lo. Conforme o bebê cresce e adquire habilidades motoras, outros cuidados devem ser acrescentados. Deve-se: 1) colocar protetores nas tomadas e nos fios elétricos e deixá-los longe do alcance do bebê; 2) colocar redes de proteção nas janelas; 3) instalar portas de proteção nas escadas; 4) certificar-se de que o tanque de lavar roupas está bem fixo, para evitar que o tanque caia sobre o bebê; 5) colocar uma porta de proteção na porta da cozinha, usar as bocas de trás do fogão e manter os cabos das panelas voltadas para o centro do fogão para evitar que o bebê se queime; 6) manter bebês longe do fogo, aquecedores ou ferros elétricos;  7) guardar em local seguro os sacos plásticos, cordas, os fios, os objetos pontiagudos e os objetos que possam ser engolidos pelo bebê; 8) evitar que o bebê esteja sozinho perto de baldes, tanques, poços, piscinas, lagos, mar e banheiro, para evitar afogamentos; 9) manter os produtos de limpeza e medicamentos em locais altos e trancados para evitar situações de envenenamento; 10) andar de mãos dadas às crianças, sempre que andar na rua ou em lugares onde haja a circulação de carros; 11) manter espaços de lazer e brincadeiras longe da circulação de carros a fim de evitar atropelamentos; 12) dentro de carros, transportar os bebês e as crianças sempre no banco de trás em assento adequado para as diferentes idades e usando cinto de segurança com três pontos.

Referências: 
Brasil. Ministério da Saúde. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento. Brasília : Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_crescimento_desenvolvimento.pdf. Acesso em: 09 dez. 2017.

Autor do resumo: 
Nivaldo Sena da Silva

Revisores do resumo: 
Profa. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Maira Carla de Jesus Antonio, Gabriella Neves Cury

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!