quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Qual é o tratamento para o hematoma extradural?

Na maioria dos casos de hematoma extradural se realiza uma cirurgia para retirar o sangue acumulado e  reverter o aumento da pressão dentro do crânio.

***
O tratamento para o hematoma extradural, na maioria dos casos, consiste na realização de uma cirurgia para retirar o sangue que está acumulado e, assim, reverter o aumento da pressão dentro do crânio. Após o tratamento, o paciente deve ser acompanhado com outras tomografias de crânio, para verificar se há algum sangramento que ainda persiste. Em geral, a maioria dos  pacientes com hematoma extradural que apresentam diagnóstico e tratamento rápidos tem uma boa evolução e recuperação. Em alguns casos particulares, de acordo com recomendação médica, pode não ser necessário realizar cirurgia. Pacientes que apresentam hematomas pequenos e estáveis, e não manifestam sintomas ou perda de consciência podem ser apenas acompanhados pelo médico, realizando novas tomografias de crânio. Caso o hematoma se mantenha igual, a observação é mantida, e caso o hematoma aumente ou o indivíduo passe a apresentar sintomas, é indicado o tratamento cirúrgico. Em algumas situações, é possível que, mesmo após a drenagem cirúrgica, o paciente mantenha alterações neurológicas, como perda de sensibilidade e de força. Nesses casos, recomenda-se que seja realizado seguimento adicional com fisioterapeuta e terapeuta ocupacional.

Referências: UpToDate [Internet]. Intracranial epidural hematoma in children: Clinical features, diagnosis, and management. Informação atualizada em 08 de novembro de 2016. Disponível em:  http://www.sibi.usp.br/. Acesso em: 28 maio 2017.

Autor do resumo: Lenisa de Mello e Souza
Revisores do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Prof. Dr. Fabio Carmona

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!