quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

O que é esquizofrenia?



Esquizofrenia é uma doença que impede que a pessoa pense claramente, fazendo-a ver, ouvir ou acreditar em coisas que não estão acontecendo.

***
Esquizofrenia é uma doença que impede que a pessoa pense claramente, fazendo-a ver, ouvir ou acreditar em coisas que não estão presentes ou acontecendo naquele momento. A esquizofrenia pode ocorrer em crianças, adolescentes e adultos, mas geralmente se inicia nos homens entre 18 e 25 anos de idade e nas mulheres entre 25 e 35 anos de idade, podendo também, nas mulheres, se iniciar por volta dos 50 anos. A pessoa com esquizofrenia pode ter alucinações, que é ver, ouvir ou sentir coisas que não estão presentes. Por exemplo, o indivíduo com a doença pode ouvir vozes que mandam que ela faça algo, quando na verdade não há ninguém falando com ele. Tais pessoas podem ter delírios, ou seja, acreditar muito em coisas que na verdade nunca aconteceram, por exemplo, acreditar que é uma pessoa famosa que já morreu. Pode haver também desorganização do pensamento ou da fala, que se mostra quando o indivíduo fala palavras ou frases que não se encaixam naquela conversa. Outros sinais muito comuns na esquizofrenia é parar de mostrar as emoções, falar ou se mexer pouco, deixar de tomar banho ou se cuidar, passar pouco tempo com as pessoas ou se divertindo, dificuldade para resolver problemas, aprender ou se recordar de acontecimentos. Além desses sinais, pessoas com a doença podem ter depressão e ansiedade, e apresentam um risco maior para suicídios. A presença de familiares com a doença aumenta as chances de uma pessoa desenvolver esquizofrenia. Outros fatores que aumentam as chances para esquizofrenia são problemas de saúde antes do nascimento (durante a gestação), infecções por vírus ou bactérias, uso de maconha e imigração. O diagnóstico da esquizofrenia é feito pela observação da evolução dos sinais da doença, não havendo um exame de sangue ou de imagem que ajude no diagnóstico. Exames de sangue ou de imagens são necessários num primeiro momento para excluir outras doenças ou usos de substâncias que podem causar as mesmas alterações presentes na pessoa com esquizofrenia.

Referências: UpToDate [Internet]. Schizophrenia in adults: clinical manifestations, course, assessment, and diagnosis. Informação atualizada em: 27 de fevereiro de 2017. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/. Acesso em: 21 jul. 2017.

UpToDate [Internet]. Schizophrenia in adults: epidemiology and pathogenesis. Informação atualizada em: 17 de março de 2017. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/. Acesso em: 21 jul. 2017.

UpToDate [Internet]. Patient education: schizophrenia (the basics). Informação atualizada em: 27 de fevereiro de 2017. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/. Acesso em: 21 jul. 2017.

Autor do resumo: Nivaldo Sena da Silva
Revisores do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Prof. Dr. Fabio Carmona

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!