quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Como é o tratamento do vício em jogos eletrônicos?


O tratamento para o vício em jogos eletrônicos é baseado no controle do tempo de jogo pelos responsáveis e em terapia com um psicólogo.

***
O primeiro passo para evitar o vício em jogos eletrônicos é a participação dos pais no uso de jogos pelos filhos. Os pediatras recomendam que os computadores e videogames não sejam colocados nos quartos das crianças. Computadores e videogames devem ser colocados em um ambiente comum da casa, como a sala. Os pais devem limitar o uso de videogames e computadores a, no máximo, duas horas por dia. O uso de tablets e celulares também não deve ultrapassar duas horas por dia. Crianças maiores podem começar a cuidar do próprio tempo jogando, sob a supervisão dos pais. Quando as crianças administram seu tempo jogando, elas desenvolvem sua responsabilidade. Além disso, as crianças e adolescentes devem parar de jogar pelo menos meia hora antes de dormir. O uso de celulares, computadores e videogames durante a noite pode provocar insônia. Caso os responsáveis já tenham tentado limitar o uso do videogame e percebam que não há melhora do comportamento do filho, é preciso procurar um psicólogo. O psicólogo irá indicar a melhor terapia e se há necessidade de um acompanhamento por um médico psiquiatra. Os pais também podem buscar a ajuda de um pediatra. O pediatra pode traçar metas, junto com os pais, para o controle do uso de videogames em casa. O pediatra também pode ajudar os responsáveis entenderem se o comportamento da criança é normal ou não para a idade.

Referências: UpToDate [Internet]. Internet gaming disorder in children and adolescents. Informação atualizada em nov. 2017. Disponível em: https://www.uptodate.com/. Acesso em: 27 jan. 2018.

Autor do resumo: Gabriella Neves Cury
Revisores do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Prof. Dr. Fabio Carmona

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!