segunda-feira, 25 de junho de 2018

Como é o tratamento da epiglotite?


O tratamento da epiglotite é feito por meio de medicamentos antibióticos e anti-inflamatórios e, às vezes, intubação ou traqueostomia.

***
Na epiglotite, o inchaço da epiglote pode obstruir completamente a passagem do ar para os pulmões em poucos minutos, o que é fatal, se nada for feito. Dessa forma, antes mesmo de se ter certeza do diagnóstico, tenta-se colocar pelo nariz ou pela boca do indivíduo um tubo fino, introduzindo-o até a garganta (intubação), garantindo a passagem de ar para os pulmões. A colocação desse tubo e a manipulação da garganta do indivíduo apresentam alto risco de piora da obstrução. Por isso, deve ser feita num ambiente onde existem equipamentos de fácil acesso para contornar tais complicações. Quando não se consegue passar o tubo através da garganta, geralmente faz-se uma cirurgia de emergência na qual um pequeno orifício é criado no pescoço da pessoa, por meio do qual o ar pode entrar nos pulmões (traqueostomia). O tratamento a partir de então é feito através de medicamentos anti-inflamatórios e antibióticos. Nos adultos, como a obstrução é menos grave, na maioria das vezes não é necessário nem a intubação nem a cirurgia.

Referências: AccessMedicine [Internet]. Jauch, E. C.; White, D. R.; Knoop, K. J. Ear, nose and throat conditions. In: Kevin J. Knoop et al. eds. The atlas of emergency medicine. 4ed. New York: McGraw-Hill, 2016. Disponível em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 30 jun. 2017.

UpToDate [Internet].Epiglottitis (supraglottitis): Clinical features and diagnosis. Informação atualizada em: 3 de maio de 2017. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/. Acesso em: 30 jul. 2017

AccessMedicine [Internet]. Papadakis, M. A; McPhee, S. J. Epiglottitis. In: Maxine A. Papadakis et al. eds. Quick medical diagnosis and treatment 2017. New York: McGraw-Hill, 2017. Disponível em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 30 jun. 2017.

Autor do resumo:  Nivaldo Sena da Silva
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!