quarta-feira, 23 de maio de 2018

Quais são os principais sinais de uso abusivo de álcool por crianças e adolescentes?


O uso abusivo de álcool pode causar agitação, desinibição, perda de coordenação motora, fala enrolada, confusão e até desmaios.

***
O uso de álcool por crianças e adolescentes é proibido por lei. Entretanto, o uso abusivo de álcool costuma se iniciar na adolescência. É raro iniciar o uso abusivo do álcool após os 20 anos. O uso abusivo do álcool pode prejudicar o desenvolvimento físico e mental do adolescente. Para todos que usam álcool na adolescência, independente da quantidade, há o risco de vício na vida adulta. O abuso do álcool também aumenta o risco de acidentes de carro, homicídio, suicídio e violência sexual. Além disso, o uso abusivo de álcool aumenta o risco para gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS. Essas situações ocorrem porque o uso abusivo de álcool aumenta comportamentos de risco como a relação sexual desprotegida. Alguns jovens têm maiores chances de uso abusivo álcool do que outros. Por exemplo, os jovens que tem bebidas alcoólicas disponíveis em casa ou que são encorajados a beber por familiares, amigos ou em filmes e propagandas. Jovens em pobreza extrema, com depressão ou com famílias com muitos conflitos também tem maior chance de usar álcool de forma abusiva. Quando os jovens usam o álcool de forma abusiva, eles podem apresentar agitação, desinibição, perda de coordenação motora, fala enrolada, confusão e até desmaios. Jovens que já desenvolveram o vício também podem ter crises de abstinência quando não podem beber. Durante as crises de abstinência, os jovens podem ter dor de cabeça, tremores, náuseas e vômitos. Em casos de abstinência mais graves, o jovem pode ter febre, convulsão e alucinação. O uso abusivo de álcool tende a piorar conforme o tempo passa. Por isso, é importante que os responsáveis percebam o quanto antes a situação.

Referência: Access Medicine [Internet]. CURRENT diagnosis & treatment pediatrics. Adolescent substance abuse. 23ed. New York: Lange, 2014 . Disponível  em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 20 maio 2018.

Autor do resumo: Gabriella Neves Cury
Revisores do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!