Audima

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Usar fones de ouvido prejudica a audição?


O uso prolongado de fones de ouvido, combinado com sons de alta intensidade pode gerar problemas permanentes de audição.

***
Apesar da popularidade dos fones de ouvido, eles são uma ferramenta que deve ser utilizada com cuidado, pois podem prejudicar a audição de forma permanente. O risco de desenvolver perda de audição se relaciona com a frequência e a duração de uso e com o volume do som que se escuta. Quanto maiores a frequência, o volume e a duração, maior o risco de danos à audição. Muitos adolescentes que usam fones de ouvido todos os dias ou em pelo menos três dias da semana apresentam audição deficiente. Crianças que usam fones de ouvido podem apresentar também uma audição deficiente ou ouvir zumbidos. A melhor maneira de evitar esses problemas é a educação, não apenas com relação ao uso de fones de ouvidos, mas com qualquer som de alta intensidade. A intensidade do som é medida em decibéis. Um sussurro, por exemplo, tem intensidade de 20 decibéis. Já o som de uma britadeira tem intensidade de 100 decibéis. O recomendado é ouvir sempre sons abaixo de 80 decibéis. Para auxiliar nessa tarefa há aplicativos para o celular e programas para o computador que são capazes de medir o som. Já no caso dos fones de ouvido, é muito difícil medir a intensidade do que se ouve e há alguns jovens que escutam músicas com mais de 100 decibéis. Por isso, recomenda-se reduzir o uso de fones de ouvido aos momentos em que são necessários, como nos transportes e espaços públicos, e ter cuidado com o volume de aparelhos sonoros, mesmo sem o uso dos fones. Altos volumes e maiores frequências estão muito associados com perda de audição e zumbidos e por isso devem ser evitados.

Referências: BASJÖ, Sara et al. Hearing thresholds, tinnitus, and headphone listening habits in nine-year-old children. International Journal of Audiology, v. 55, n. 10, p. 587–596, 2016.  Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/14992027.2016.1190871. Acesso em: 28 nov. 2017.

BASJÖ, Sara et al. Headphone listening habits and hearing thresholds in swedish adolescents. Noise and Health, v.19, n. 99, p. 125-13, 2017. Disponível em: http://www.noiseandhealth.org/article.asp?issn=1463-1741;year=2017;volume=19;issue=88;spage=125;epage=132;aulast=Widen. Acesso em: 28 nov. 2017.

Autor do resumo: Gabriella Neves
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!