quarta-feira, 18 de abril de 2018

Como tratar a perda de audição grave?


A perda de audição grave de origem sensorial, ou seja, quando o problema não é uma simples obstrução do canal auditivo é tratada com o implante coclear.

***
O implante coclear é um dispositivo utilizado no tratamento da perda de audição grave de origem sensorial, ou seja, quando o problema não é uma simples obstrução do canal auditivo. O implante coclear é um aparelho composto por um pequeno microfone, que fica na entrada do ouvido, um processador e um implante, que fica por baixo da pele. O implante fica ligado ao nervo auditivo, responsável por levar o que nós ouvimos até o cérebro. Quando o microfone recebe algum estímulo sonoro, por exemplo, uma música, ele o transmite para o processador, que transforma o som em estímulos elétricos. Esses estímulos elétricos vão para o implante e chegam até o nervo auditivo por meio de pequenos eletrodos. Em um ouvido saudável, o som faria a membrana timpânica vibrar e essa vibração seria transmitida ao nervo na forma de energia elétrica. O implante coclear, portanto, funciona como um ouvido artificial, convertendo o som nos impulsos elétricos que normalmente o ouvido transmitiria para o cérebro e, assim, o paciente consegue ouvir. Apesar da melhora na audição não ser de total, após alguns meses de adaptação, os usuários dos implantes conseguem controlar melhor a própria voz, ouvir conversas e até falar ao telefone. O uso do implante coclear só é possível porque a maioria das perdas de audição sensoriais não acomete o nervo auditivo. Entretanto, é importante investigar junto com o médico otorrinolaringologista se o paciente terá melhora ao usar um implante coclear ou se há outra solução melhor para o caso.

Referência: Access Medicine [Internet]. LALWANI, AK. Disorders of hearing. In: KASPER, D. et al. Principles of Internal Medicine. New York : McGraw-Hill, 2014, 19 ed.

Autor do resumo: Gabriella Neves Cury
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!