terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Crianças e adolescentes podem fazer uso de adoçantes artificiais?


Crianças pequenas não devem usar adoçantes artificiais. Adolescentes podem utilizar sob orientação médica ou nutricional.

***
O adoçante artificial, ou simplesmente adoçante, é um item bastante frequente no cardápio de homens e mulheres que buscam manter a forma ou o peso. Os adoçantes são substitutos artificiais do açúcar, conferindo sabor doce com menor número de calorias. Os adoçantes artificiais (ciclamato, sacarina, sucralose, aspartame etc) não devem ser utilizados indiscriminadamente na alimentação de crianças e adolescentes, pois não se sabe ao certo quais são os seus efeitos a longo prazo. Se for necessário incluir o uso de adoçantes na dieta de crianças ou adolescentes, um médico ou nutricionista fornecerá essa orientação aos pais ou responsáveis. De forma geral, crianças pequenas devem ter uma alimentação o mais saudável possível. Isso significa receber leite materno, ou fórmula infantil quando o leite materno não for mais possível, além de outros alimentos como frutas, legumes, carnes, frango, peixes, verduras, ovos, ingestão de fibras e grãos integrais. Ao se prepararem alimentos para uma criança ou adolescente, deve-se dar sempre preferência aos produtos naturais, frescos e higienizados. Para controlar o consumo de açúcar e não precisar fazer uso de adoçante, é aconselhável escolher frutas maduras e oferecer sucos de frutas naturais sem adição de açúcar. Educando crianças e adolescentes na formação de hábitos alimentares saudáveis, estes, quando forem adultos, terão mais facilidade para se alimentar sem a necessidade da adição de açúcar ou adoçante em suas refeições. Finalmente, é importante ressaltar que os responsáveis por uma criança ou adolescente sempre devem conversar com um pediatra ou com um nutricionista para apresentar suas dúvidas referentes à alimentação.

Referências: Dynamed [Internet]. Diets for weight loss. Informação atualizada em 22 de agosto de 2016. Disponível em: http://psbe.ufrn.br . Acesso em: 31 out. 2016.

NATIONAL CANCER INSTITUTE. Artificial sweeteners and cancer. Bethesda : NCI, 2016. Disponível em: https://www.cancer.gov/about-cancer/causes-prevention/risk/diet/artificial-sweeteners-fact-sheet  Acesso em: 20 dez. 2017.

Autor do resumo: Enfa. Cristina Camargo Dalri
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!