sexta-feira, 14 de julho de 2017

Qual é o tratamento para atrofia muscular espinhal (AME)?


O tratamento para atrofia muscular espinhal (AME) objetiva aliviar os sintomas, preservar a mobilidade, a independência e a qualidade de vida.

***
O tratamento para atrofia muscular espinhal (AME) varia, dependendo da idade do paciente e da gravidade dos sintomas. O objetivo do tratamento é aliviar sintomas específicos, manter as funções do corpo e aumentar a mobilidade da criança durante o maior tempo possível. Além disso, o tratamento faz com que a criança tenha maior independência e melhor qualidade de vida. Atualmente, não há uma cura para a AME. Crianças com AME, geralmente, exigem cuidados contínuos ao longo da vida e precisará se acompanhada por vários médicos, incluindo pneumologistas, neurologistas, ortopedistas, cirurgiões ortopédicos, gastroenterologistas, nutricionistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. O aconselhamento psicológico e grupos de apoio podem ajudar crianças, pais e membros da família a lidar com os aspectos mais difíceis da AME. Além disso, os pais podem procurar um aconselhamento genético, especialmente se eles planejam ter mais filhos. Crianças com AME, geralmente, precisam de ajuda para respirar quando a fraqueza muscular começa a afetar os músculos respiratórios. Diferentes terapias podem ajudar uma criança a respirar. As crianças que são menos gravemente afetadas podem apenas ter necessidade de respirar através de uma máscara ou bocal. Outros podem precisar de ajuda de aparelhos para respirar. Um fator crítico no atendimento respiratório é a prevenção da infecção, especialmente pneumonia. A AME pode afetar os músculos usados ​​para mastigar, sugar e engolir. As crianças que não podem engolir ou chupar devem ser alimentadas de outra maneira para garantir que estejam recebendo nutrição suficiente. Às vezes, eles têm um tubo inserido no estômago, chamado de tubo de gastrostomia, para ajudá-los a comer. Um nutricionista deve ser consultado para que a criança com AME não fique desnutrida ou obesa. Muitas crianças com AME se beneficiam de fisioterapia e terapia ocupacional, que ajudam a manter a função e a mobilidade e melhorar a qualidade de vida durante o maior tempo possível. Durante a fisioterapia, as crianças se envolvem em exercícios que ajudam a proteger as articulações de rigidez e lesões. A fisioterapia também ajuda a manter os músculos fortes, manter a flexibilidade, melhorar a circulação do sangue nos membros e aliviar a dor que está associada com fraqueza muscular e imobilidade. Exercícios também são realizados para fortalecer os músculos que ajudam na respiração. Na terapia ocupacional, as crianças fazem exercícios que podem ajudá-los a realizar atividades diárias como caminhar, vestir-se, pentear os cabelos e escovar os dentes o mais independentemente possível. O objetivo da fisioterapia e da terapia ocupacional é ajudar as crianças com AME e seus pais a encontrar maneiras de viver o mais normalmente possível, apesar das limitações causadas pela doença.

Referência: Dynamed [Internet]. Spinal muscular atrophy. Atualizada em janeiro de 2017. Disponível em: http://www.psbe.ufrn.br/ . Acesso em: 21 abr. 2017.

Autor do resumo: Claudio Vinicius de Assis Rondado
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!