terça-feira, 28 de março de 2017

O que é transtorno opositivo desafiador?


Transtorno desafiador opositivo é um distúrbio caracterizado por comportamento não cooperativo, desafiador, confrontador, negativista, hostil e desobediente.

***
O transtorno desafiador opositivo é um distúrbio de comportamento, geralmente diagnosticado na infância, antes dos 9 anos de idade. É caracterizado por um padrão contínuo de comportamento não cooperativo, desafiador, confrontador, negativista, hostil e desobediente em relação a pais, colegas e professores. A maioria destes comportamentos aparece, por vezes, em crianças, especialmente em torno da idade de 2 ou 3 anos, ou durante alguns períodos da adolescência. Muitas crianças, especialmente quando estão cansadas, com fome ou chateadas, tendem a desobedecer, discutir com os pais ou desafiar a autoridade. Estas reações são episódicas, pontuais e coerentes com o desenvolvimento normal da criança ou adolescente. No transtorno desafiador opositivo estes sintomas são muito frequentes, recorrentes, invasivos e causam uma perturbação mais grave nos relacionamentos familiares, no desempenho escolar e na socialização. Os sintomas de transtorno desafiador opositivo podem incluir: birras frequentes, argumentação excessiva com adultos, recusa em cumprir pedidos de adultos, resistência ou recusa em seguir as regras, comportamento provocativos, tendência a culpar os outros pelos próprios erros ou mau comportamento, irritabilidade constante, fala grosseira ou indelicada. Os sintomas do transtorno desafiador opositivo podem se assemelhar a outros problemas médicos ou de comportamento. Por isto, sempre fale com um médico para um diagnóstico preciso. Embora não haja uma causa claramente compreendida, uma combinação de fatores contribui para o surgimento do transtorno. Estes fatores estão relacionados ao desenvolvimento e à aprendizagem de comportamentos (reforçada negativamente pela interação da criança com os adultos de seu meio), além de fatores genéticos e temperamentais. Situações estressantes como divórcio dos pais, violência doméstica e conflitos familiares podem agravar o quadro. Os distúrbios de comportamento são o motivo mais comum para encaminhamentos de crianças e adolescentes para serviços de saúde mental. O transtorno desafiador opositivo afeta de 1% a 16% da população em idade escolar, sendo mais comum em meninos do que em meninas. Pais, professores e figuras de autoridade da criança e do adolescente muitas vezes identificam a criança com transtorno desafiador opositivo. No entanto, um psiquiatra da infância ou um profissional de saúde mental qualificado confirmará ou não este diagnóstico. Uma história detalhada do seu comportamento, sua relação com pais e professores, observações clínicas durante a avaliação e, por vezes, testes psicológicos, contribuem para o diagnóstico. Além disso, é frequente o transtorno desafiador opositivo coexistir com outros problemas de saúde mental como transtornos do humor, transtornos de ansiedade ou transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Isso aumenta a necessidade de diagnóstico precoce e tratamento. Consulte um médico para mais informações.

Referências: Dynamed [Internet]. Oppositional defiant disorder. Atualizada em janeiro de 2017. Disponível em: http://psbe.ufrn.br. Acesso em: 25 jan. 2017.

Autor do resumo: Claudio Vinicius de Assis Rondado
Revisores do resumo: Dr. Mateus Andrea Angelucci, Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!