sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Quando não se deve vacinar uma criança?


Vacinas não devem ser tomadas quando a pessoa já teve reações graves em doses anteriores da vacina ou se está com o sistema imunológico (defesa) fraco.

***
A vacinação protege as pessoas de doenças potencialmente graves. Antes da vacinação, o profissional da saúde deve avaliar o paciente para verificar se há contraindicações, ou seja, se há alguma condição que aumente o risco de ter reações graves. Por exemplo, a pessoa não deve receber outras doses de vacina se ela já teve uma alergia intensa, com sintomas de coceira, vermelhidão da pele, dificuldade e ruídos para respirar, quando recebeu a primeira dose da vacina. Em geral, as vacinas contra a tuberculose (BCG); poliomelite (VOP); sarampo, caxumba, rubéola (tríplice viral) e varicela (tetra viral); rotavírus; e febre amarela não devem ser administradas a pessoas com o sistema imunológico (de defesa) enfraquecido, seja por alguma doença (câncer, AIDS, etc) ou por tratamentos (medicamento corticóide, quimioterapia, radioterapia etc.). É importante que haja comunicação entre paciente e a equipe na sala de vacinas para verificar se a vacinação é indicada ou não. É fundamental ainda que o paciente relate reações adversas antes de receber nova dose da vacina.

Referências: Access Medicine [Internet]. Schuchat, A.; Jackson, L. A. Immunization principles and vaccine use. In: Kasper, D. et al. (eds). Harrison's principles of internal medicine. 19ed. New York: McGraw-Hill, 2015.  Disponível em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 04 jan. 2017.

Autor do resumo: Enfa. Ms. Cristina Camargo Dalri
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona,  Enfa. Dra. Iara Cristina da Silva Pedro, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!