quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Como prevenir e tratar a febre amarela?


A febre amarela é prevenida por meio de vacinação e proteção contra a picada do mosquito. O tratamento consiste em hidratação e uso de medicamentos para a dor.

***
As principais formas de prevenção contra a febre amarela são a vacinação e proteção contra a picada dos mosquitos transmissores da doença. A vacina contra a febre amarela é muito eficaz na proteção contra o vírus e, por isso, todas as pessoas devem ser vacinadas de acordo com a recomendação do local onde moram. Nos lugares em que há maior risco de transmissão da febre amarela, a vacinação é feita nas crianças com 9 meses de idade, e depois, elas recebem um reforço aos 4 anos. Quem receber as duas doses, não precisa mais se vacinar. Quem recebeu apenas uma dose, deve tomar o reforço mesmo na fase adulta. Quem nunca foi vacinado ou não sabe se foi deve receber a primeira dose da vacina e, após 10 anos, deve receber o reforço. As pessoas que não foram vacinadas e irão viajar para áreas em que há maior risco de contrair a febre amarela devem tomar a primeira dose da vacina pelo menos 10 dias antes da viagem, para que o corpo tenha tempo para responder à vacina e estar protegido. Sendo assim, antes de realizar uma viagem, é importante procurar um serviço de saúde com antecedência, para saber se é necessário receber a vacina. A vacina não é indicada para mulheres grávidas, mulheres que estão amamentando e pessoas com mais de 60 anos. Nesses casos, os indivíduos só devem receber a vacina se houver recomendação médica, após avaliação dos seus riscos e benefícios em cada caso. Além da vacina, outra forma importante de se prevenir é evitar o contato com os mosquitos transmissores. Isso pode ser feito por meio da instalação de telas nas janelas e portas das casas para evitar a entrada de mosquitos. É importante também o uso de blusas de manga longa e de calças compridas, além da utilização de repelentes na pele e também nas roupas. É recomendado que os repelentes sejam à base de uma substância chamada DEET (que é uma sigla para dietiltoluamida, ou diethyl toluamide, em inglês), pois ela tem um papel melhor na proteção contra os mosquitos. Não existe um tratamento específico contra o vírus que causa a febre amarela. Dessa maneira, o tratamento se baseia em manter o paciente hidratado, com ingestão de líquidos ou com soro, além do controle das dores, que pode ser feito com medicamentos analgésicos. Medicamentos anti-inflamatórios e aspirina devem ser evitados, pois aumentam o risco de sangramentos.

Referências: Dynamed [Internet]. Yellow fever. Informação atualizada em 20 de junho de 2016. Disponível em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 18 jan. 2017.

Dynamed [Internet]. Mosquito avoidance. Informação atualizada em 21 de novembro de 2016. Disponível em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 18 jan. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Saúde amplia a proteção à vacinação contra a febre amarela. Informação atualizada em 18 de janeiro de 2017. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br. Acesso em: 18 jan. 2017.

Autor do resumo: Lenisa de Mello e Souza
Revisores do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona,  Enfa. Dra. Iara Cristina da Silva Pedro, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!