terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Qual é o tratamento para a leucemia mieloide aguda?


O tratamento da leucemia mieloide aguda é feito com quimioterapia e, às vezes, pode ser necessário transplante de células-tronco.

***
A quimioterapia é o tratamento principal para a leucemia mieloide aguda e é feita para tentar destruir as células anormais que o corpo está produzindo e ajudar a medula óssea a funcionar normalmente de novo. A escolha do tratamento depende de vários fatores, como por exemplo, a idade; o modo que a leucemia age no organismo; e como está o estado de saúde atual do paciente. A quimioterapia é feita em três etapas. A primeira etapa é chamada de indução e busca atingir a remissão completa da doença, ou seja, quando não existem mais sinais e sintomas. A duração desta fase do tratamento varia de 7 a 10 dias. Depois, o paciente entra na segunda fase, que é chamada de pós-indução. Nesta fase, é feita uma avaliação para verificar como ficou a medula óssea e o paciente recebe a quimioterapia por um período de 7 a 14 dias. A terceira etapa recebe o nome de consolidação. São feitas outras avaliações da medula e, dependendo de como ela está reagindo, a quimioterapia pode ser repetida, modificando os tipos e doses de medicamentos, até que não haja mais nenhum sinal e sintoma da leucemia. Às vezes, também é necessário fazer transplante de células-tronco. Durante todas essas etapas, podem acontecer recaídas, que são o reaparecimento dos sinais e sintomas da doença. O médico responsável pelo tratamento deve ser sempre consultado quando houver alguma dúvida em relação ao tratamento.

Referência: Dynamed [Internet]. Acute myeloide leukemia (AML). Informação atualizada em 06 de julho de 2016. Disponível em: http://psbe.ufrn.br/. Acesso em: 20 dez. 2016.

Autor do resumo: Enfa. Dra. Iara Cristina da Silva Pedro
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!