quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Como evitar a rouquidão?


Para evitar a rouquidão deve-se ter hidratação adequada, dormir bem, ter hábitos saudáveis relacionados à alimentação e não fumar.

***
Rouquidão ou disfonia é uma alteração na qualidade ou característica da voz. As pessoas podem descrever a sua voz como ofegante ou áspera ao falar. Causas comuns de rouquidão incluem doenças virais, como a gripe, paralisia de prega vocal, presença de pólipos de laringe, alergia, abuso da voz, e câncer. Os pacientes devem ser questionados sobre o início, a frequência e a natureza da rouquidão. Estudos demonstram que os problemas da voz são muito frequentes em profissionais que utilizam a voz como principal instrumento de trabalho. Esses problemas podem ser ocasionados por fatores ambientais e por problemas de saúde. Os sintomas vocais mais citados por esses profissionais costumam ser os de rouquidão, cansaço vocal e garganta seca. Dentre os hábitos que podem interferir no surgimento destes sintomas, independente da categoria profissional, podem-se destacar o tabagismo, o etilismo, ou seja, o consumo frequente de bebidas alcoólicas, a falta de hidratação, além de hábitos inadequados de uso vocal, como gritar, falar alto ou falar muito. Professores, em especial, são uma categoria de profissionais que apresentam queixas relacionadas a rouquidão com certa frequência. Para esses profissionais, a hidratação adequada e o hábito de beber água várias vezes ao dia melhoram a qualidade da voz e diminui os sintomas vocais. Além disso, é importante que se tenha hábitos adequados de descanso, como uma boa noite de sono e hábitos saudáveis relacionados à alimentação. O tabagismo, isto é, o consumo de cigarros e fumos em geral,  também deve ser evitado, pois é considerado prejudicial para as cordas vocais. Qualquer pessoa, independente de sua profissão, que apresenta rouquidão com duração maior que 2 semanas deve ser avaliado e submetido a exame de sua laringe. Dessa forma, procurar auxílio médico nessas situações é de extrema importância para um diagnóstico rápido e preciso.

Referências: Access Medicine [Internet]. Paul M. Weinberger; David J.Terris. Chapter 15: Otolaryngology: Head & Neck Surgery . In: Current diagnosis & treatment: Surgery. 14ed. New York: McGraw-Hill; 2015. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 20 out. 2016.

Autor do resumo: Cristina Camargo Dalri
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!