quinta-feira, 15 de setembro de 2016

O que é rim multicístico displásico?



Rim multicístico displásico se caracteriza pela presença de grande quantidade de cistos (caroços) de vários tamanhos em um ou em ambos os rins.

***
Para entender esta doença, é preciso descrever como o trato urinário funciona. Os rins filtram o sangue e removem resíduos que são levados para fora do corpo através da urina. A urina desemboca em um tubo (ureter) e depois é levada para a bexiga. A partir da bexiga, a urina é levada para fora do corpo através da uretra, que sai pela vulva, na menina, e no pênis, no menino. Rim multicístico displásico é a causa mais comum de massa abdominal (inchaço na barriga) em recém-nascidos. Outros nomes usados ​​para descrever esta condição são rim multicístico e displasia renal multicística. As imagens de ultrassonografia de um rim multicístico displásico mostram um rim com múltiplos cistos ("caroços") de vários tamanhos. Os especialistas suspeitam que seja o resultado de um bloqueio precoce do fluxo de urina em algum lugar ao longo do seu percurso a partir do rim. A maioria desses casos é diagnosticada por ultrassonografia. Quando o médico realiza uma ultrassonografia de rotina, ele pode suspeitar que há algo de errado com os rins e, irá encaminhar o paciente a um especialista em medicina materno-fetal (um médico que lida com gravidez de alto risco). O especialista irá confirmar o diagnóstico de rim multicístico displásico usando uma ultrassonografia que aborda especificamente os rins do bebê. O especialista também irá examinar o resto do corpo do bebê para procurar outros defeitos que possam estar presentes. Rim multicístico displásico ocorre com frequência ligeiramente maior em meninos do que em meninas. A maioria dos casos de rim multicístico displásico ocorrem somente em um lado, na maioria das vezes no lado esquerdo. Os dois defeitos de nascimento mais comuns observados juntamente com rim multicístico displásico são: atresia de esôfago (uma condição na qual o esôfago não se conecta ao estômago) e problemas cardíacos (cardiopatias congênitas). Cerca de metade dos bebês com rim multicístico displásico terão outro problema relacionado com os rins. A maioria desses problemas são problemas com o rim oposto e são menos graves, mas exigem acompanhamento após o nascimento. O médico pode recomendar um teste genético, porque rim multicístico displásico tem sido associado a algumas síndromes e doenças genéticas. Dessa maneira, o médico examinará o bebê para procurar sinais de outras doenças. A equipe médica irá planejar os cuidados e o acompanhamento para garantir que o bebê permaneça saudável. A cada 3 ou 4 meses, durante o primeiro ano do bebê, os médicos irão realizar uma ultrassonografia renal. O rim com a doença multicística displásica pode aumentar de tamanho, ficar do mesmo tamanho, ou ficar menor. Muitos destes rins vão lentamente diminuir de tamanho.

Referência: Dynamed[Internet]. Multicystic dysplastic kidney. Atualizada em janeiro de 2011. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 21 ago. 2016.

Autor do resumo: Claudio Vinicius de Assis Rondado
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!