segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Como tratar a criptorquidia ou testículo não descido?


O testículo pode descer espontaneamente até os 6 meses de idade. Quando isto não ocorre, uma cirurgia pode ser necessária.

***
Na maioria dos casos de criptorquidia, o testículo pode descer até o escroto (saco) espontaneamente até os 6 primeiros meses de vida. O tratamento só é necessário caso o testículo não desça até esta idade. Quando o testículo está em sua localização normal, no escroto (saco), ele fica em uma temperatura um pouco mais baixa do que o restante do corpo. Nos casos de criptorquidia em que o testículo permanece dentro do abdômen (barriga) ou no canal inguinal (virilha), ele fica submetido a uma temperatura entre 35 e 37˚C. Isto pode alterar o funcionamento normal do testículo, podendo levar a infertilidade, alterações hormonais, e possibilidade de desenvolvimento de câncer no testículo. É por isto que o testículo que não desce espontaneamente até os 6 meses de idade deve ser tratado rapidamente. O tratamento é quase sempre uma cirurgia. Nos casos em que o testículo está no canal inguinal (na virilha), ou mesmo dentro do abdômen, ele pode ser puxado para baixo, até o escroto, e fixado lá. Esta cirurgia se chama orquidopexia. Nos casos em que o testículo não pode ser puxado até o escroto, ele precisa ser removido, para evitar que o paciente desenvolva câncer no testículo. O tratamento pode ser diferente para cada um dos dois testículos, dependendo da situação de cada um deles. Quando um dos testículos é removido, uma prótese pode ser colocada no escroto, com finalidade estética.

Referência: Dynamed [Internet]. Cryptorchidism. Informação atualizada em maio de 2016. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 4 jul. 2016

Autor do resumo: Cristina Camargo Dalri
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!