segunda-feira, 25 de julho de 2016

O que é hidrocefalia?

Hidrocefalia é o acúmulo de líquido dentro do cérebro do paciente, podendo causar deformidades da cabeça e outros sintomas.

***
Hidrocefalia é o nome dado à situação em que líquidos produzidos pelo próprio organismo acumulam-se dentro da cabeça, podendo causar deformidades e também lesões no cérebro do paciente. Todos os indivíduos saudáveis possuem, no interior do cérebro, espaços, chamados de ventrículos, que são naturalmente preenchidos por um líquido transparente. Esse líquido, também conhecido como líquor (ou líquido cefalorraquidiano), é produzido para proteger os órgãos do sistema nervoso, amortecendo impactos, e para auxiliar na nutrição das células e na remoção dos resíduos do metabolismo. A hidrocefalia acontece quando a quantidade desse líquido dentro da cabeça aumenta de forma anormal, tanto pelo aumento na produção quanto pela obstrução à sua saída. Este aumento do volume de líquor dilata os ventrículos e isto pode comprimir o cérebro contra os ossos do crânio, provocando uma série de sintomas: dor de cabeça, sonolência, convulsões, desmaios, irritabilidade, e atraso no desenvolvimento, que necessitam de tratamento para prevenir danos mais sérios. Quando a hidrocefalia ocorre em bebês, ela pode levar a um aumento no tamanho da cabeça (macrocefalia), o que leva os profissionais de saúde a suspeitar de hidrocefalia. É bastante comum que bebês com hidrocefalia tenham também alguma outra má formação, pois os processos que causam a hidrocefalia podem causar lesões em outras partes do corpo. Existem várias situações que podem causar hidrocefalia. Infecções durante a gestação, como a infecção por citomegalovírus, é um exemplo de possível causa. Sabe-se que recém nascidos prematuros (principalmente os que nascem antes de 34 semanas de gestação), e também os bebês gemelares, têm mais risco de nascer com hidrocefalia. Muitas vezes, a hidrocefalia pode ser detectada antes mesmo do nascimento por meio de exames de imagem (ultrassom) realizados no período pré-natal. Por esse motivo, é fundamental que todas as mulheres grávidas compareçam às consultas de pré-natal com regularidade. Assim, poderão acompanhar a saúde do bebê e evitar complicações na gestação e no parto.

Referência: Dynamed [Internet]. Hydrocephalus in children. Informação atualizada em 21 de dezembro de 2015. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 24 jun. 2016.

Autor do resumo: Larissa Oliveira Almeida
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!