sábado, 18 de junho de 2016

O que é a síndrome dos ovários policísticos?


A síndrome dos ovários policísticos é um tipo de desequilíbrio hormonal que causa excesso de pelos, espinhas no rosto e ausência de menstruação.

***
A síndrome dos ovários policísticos, também conhecida pelas siglas SOP ou SOMP, é uma síndrome hormonal complexa, que pode estar presente em até 7% das mulheres em idade fértil. Todas as mulheres em idade fértil produzem hormônios femininos, mas também um pouco de hormônios masculinos, chamados de andrógenos. Esses hormônios masculinos, nas mulheres, são os responsáveis pelo crescimento de pelos, pela oleosidade da pele, e pelo desejo sexual. Mulheres com a síndrome dos ovários policísticos produzem hormônios masculinos em excesso, o que se chama hiperandrogenismo. Assim, pode-se afirmar que há um desequilíbrio hormonal. Esta síndrome se caracteriza por anovulação (ou seja, ausência de ovulação), irregularidade menstrual ou amenorreia (ausência de períodos menstruais), acne (espinhas no rosto) em excesso, e hirsutismo (desenvolvimento exagerado de pelos em algumas partes do corpo da mulher). Esta síndrome ganhou este nome porque, em geral, são vistos em exames de imagem, como o ultrassom, ovários grandes e com vários cistos em seu interior. Cistos são como pequenas bolas de conteúdo líquido. Ao longo dos anos a síndrome dos ovários policísticos deixou de ser chamada de doença, e passou a ser chamada de síndrome, porque ela não tem uma causa conhecida e porque nem todas as mulheres tem todos os sintomas. A acne e o hirsutismo são as primeiras manifestações da síndrome dos ovários policísticos, podendo surgir já na adolescência. A anovulação é um dos problemas associados a esta síndrome, e é um fator muito importante para a mulher, pois causa problemas de infertilidade e a consequente dificuldade para engravidar. O diagnóstico desta síndrome é feito por um médico através de história clínica, exame físico, e exames complementares, principalmente ultrassom e exames de sangue.

Referência: Dynamed [Internet]. Polycystic ovary syndrome. Informação atualizada em 2016. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 25 maio 2016.

Autor do resumo: Cristina Camargo Dalri
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!