segunda-feira, 30 de maio de 2016

O que é hérnia inguinal?



Hérnia inguinal é uma parte de algum órgão da barriga que desliza até região próxima à virilha ou no saco escrotal, formando uma espécie de caroço.

***
Hérnia inguinal ocorre quando uma parte de algum órgão abdominal (que fica dentro da barriga) desliza, por um canal interno, até região inguinal (próxima à virilha ou no saco escrotal), formando uma saliência parecida com um caroço. Na criança, isto é possível porque existe um canal de comunicação entre a região abdominal (barriga) e a região inguinal (virilha), que vai se fechando espontaneamente até os dois anos de idade. Hérnias inguinais ocorrem com muito mais frequência em meninos do que meninas e são mais comuns em bebês prematuros, em bebês com testículos que não desceram para o saco escrotal, e em crianças com uma doença chamada fibrose cística. Crianças com um histórico familiar de hérnias também têm maior risco de ter hérnia inguinal. Quando a criança faz algum esforço físico como, por exemplo, chorar, tossir, forçar para fazer cocô, ficar em pé, carregar peso, andar de bicicleta, jogar bola, entre outros, a hérnia pode aparecer. A hérnia pode causar dor local no momento que está inchada, mas com repouso, o inchaço diminui e a dor melhora. O caroço pode sumir e reaparecer, frequentemente. Entretanto, se a hérnia encarcerar, ou seja, se o conteúdo abdominal que se deslocou para a região inguinal ficar preso neste local, é preciso ir com urgência ao pronto atendimento médico mais próximo. Nesta situação, os sintomas são dor intensa, vômitos, vermelhidão e inchaço no local. Os episódios de encarceramento são comuns e ocorrem principalmente no primeiro ano de vida. Se no momento em que o médico estiver examinando a criança o caroço não estiver presente, isto não significa que a hérnia não existe. A não visualização ou palpação de uma hérnia inguinal deve ser revista em uma nova consulta. Então, o cuidador da criança é orientado a anotar o lado em que o caroço apareceu e o que a criança estava fazendo naquele momento para poder informar ao médico.

Referência: Dynamed [Internet]. Groin hernia in children. Atualizada em julho de 2015. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 09 de maio 2016.

Autor do resumo: Dr. Fábio Antonio Perecim Volpe, Claudio Vinicius de Assis Rondado, Enfa. Dra.  Iara Cristina da Silva Pedro
Revisor do resumo: Prof. Dr. Fabio Carmona, Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!