segunda-feira, 9 de maio de 2016

O que é a doença da membrana hialina?



A doença da membrana hialina ocorre principalmente em bebês prematuros. É quando o pulmão do recém-nascido não está maduro o suficiente para respirar.

***
A doença da membrana hialina ocorre principalmente em bebês que nascem prematuros, ou seja, com menos de 38 semanas de gestação. Na doença da membrana hialina, os pulmões do bebê ainda não atingiram o desenvolvimento necessário para respirar de forma adequada. Trata-se de uma doença muito comum em recém nascidos prematuros, principalmente entre os nascidos com menos de 28 semanas de gestação. Acredita-se ainda que bebês do sexo masculino e os filhos de mães diabéticas tenham maior risco de desenvolver esta doença. Os principais sintomas da doença da membrana hialina são os sintomas de desconforto respiratório, ou seja, falta de ar: respiração acelerada, respiração ruidosa, batimento de narinas, lábios azulados, entre outros. Para confirmar a doença da membrana hialina, o médico poderá solicitar alguns exames como, por exemplo, uma radiografia de pulmão. Embora represente uma situação de risco, a doença da membrana hialina tem tratamento e, se corretamente tratada, permitirá o desenvolvimento normal do bebê sem deixar qualquer sequela. Entretanto, muitos bebês que tiveram a doença da membrana hialina desenvolvem a displasia broncopulmonar.

Referência: Portal Saúde Baseada em Evidencias [Dynamed]. Respiratory distress syndrome (RDS) of the newborn. Informação atualizada em 25 de abril de 2016. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 01 de maio de 2016.

Autor do resumo: Larissa Oliveira Almeida
Revisor do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Prof. Dr. Fabio Carmona

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!