segunda-feira, 9 de maio de 2016

O que é cefaleia?



Cefaleia é uma dor de cabeça. Ela pode ocorrer sem uma causa aparente ou estar relacionada a uma doença específica.

***
Cefaleia é o nome que se dá a uma dor de cabeça. As cefaleias podem ser divididas em primárias e secundárias. As cefaléias primárias são aquelas que não apresentam uma causa definida, enquanto que as secundárias são aquelas relacionadas a doenças específicas. A cefaleia é um dos sintomas mais comuns em crianças e, na grande maioria das vezes, não se relaciona a uma doença grave. Apenas uma pequena quantidade das cefaleias é secundária, ou seja, funcionam como sintomas de alguma outra doença, exigindo um tratamento mais imediato. De qualquer forma, é um sintoma que não pode ser desvalorizado, ainda mais se estiver acompanhado de sinais de alerta (vômitos, tontura, quedas, alterações visuais). Cefaleias podem ser classificadas em aguda ou crônica, de acordo com a duração da dor. As principais cefaleias crônicas, ou seja, que duram vários dias, são a cefaleia tensional e a enxaqueca. As cefaleias que se mantêm por muito tempo podem afetar o desempenho escolar e podem interferir no comportamento das crianças. As causas mais comuns de cefaleia são: doenças virais e respiratórias, traumatismo (bater a cabeça), mau funcionamento de uma válvula que trata hidrocefalia (acumulo de líquido dentro do crânio), e enxaqueca (migrânea). A cefaleia na criança também pode estar associada a certos estímulos, como: sol forte ou temperatura alta, uso exagerado de televisão, computador ou tablet, som da televisão ou do rádio muito altos, consumo de alimentos ricos em cafeína, como o chocolate e refrigerantes, estresse, como ter uma prova na escola, noites mal dormidas, e problemas de visão. A cefaleia nas crianças pode surgir desde muito cedo, mas nem sempre a criança sabe se expressar e dizer o que está sentindo. No entanto, os pais podem suspeitar que a criança não está bem quando nota que ela deixa de fazer atividades de que gosta muito, como brincar com os amigos ou jogar futebol, por exemplo. Nos adolescentes, a cefaleia pode vir ao longo do dia, produzindo uma pressão em ambos os lados da cabeça e atingir o pescoço, geralmente em resposta ao estresse. A enxaqueca ocorre em 10% dos adolescentes, especialmente nas meninas, e é caracterizada como uma cefaleia que parece bater, ou martelar, em um lado da cabeça, e pode ser precedida por uma perturbação visual. Ela pode ocorrer frequentemente, várias vezes por semana, ou raramente. As cefaleias podem ser diagnosticadas por meio da realização de exame físico e histórico do paciente. Além disso, podem ser solicitados exames, como tomografia computadorizada, ressonância magnética, ou outros, como exame de líquor, que serão realizados somente se houver uma suspeita de alguma doença mais séria.

Referência: [Acess Medicine]. TINTINALLI’S emergency medicine: A comprehensive study guide: chapter 136, headache in children. Informação atualizada em 2016. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 13 de abril de 2016.

Autor do resumo: Cristina Camargo Dalri
Revisor do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Prof. Dr. Fabio Carmona

Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!