terça-feira, 5 de abril de 2016

Qual é o tratamento para o astrocitoma?



Se o astrocitoma estiver em uma boa localização no cérebro, o tratamento é a cirurgia para tentar retirar todo o tumor e mais uma parte ao seu redor.

***
Se o astrocitoma estiver em uma localização fácil de ser alcançada, no cérebro, o tratamento mais indicado é a cirurgia para tentar retirar todo o tumor. Entretanto, há casos em que o tumor não pode ser operado ou retirado totalmente, devido à sua localização. Operar um tumor de localização difícil pode trazer muitas consequências graves à criança. Nestes casos, deve-se fazer um exame de ressonância magnética para observar o crescimento do tumor, além de acompanhar os sintomas do paciente e iniciar quimioterapia. Pode ser necessário fazer radioterapia também. A quimioterapia é um tipo de tratamento que usa vários medicamentos em conjunto para tentar controlar o crescimento das células que estão causando o câncer. A radioterapia é um método que utiliza radiação no local onde está o tumor. Isso faz com que estas células morram ou se reproduzam mais devagar. Em alguns casos, a quimioterapia ou a radioterapia podem ser necessários mesmo se o tumor foi operado. O médico oncologista discutirá com o paciente e seus familiares a melhor opção para cada caso.

Referência: Dynamed [Internet]. Pilocytic astrocytoma. Informação atualizada em mar. 2015. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/periodicos. Acesso em: 01 fev. 2016.

Autor do resumo: Enfa. Dra. Iara Cristina da Silva Pedro
Revisor do resumo: Profa. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão, Prof. Dr. Fabio Carmona


Você achou esta informação útil? Clique AQUI para dar a sua opinião!